Destaques

Latest Post

SINOP TEM MELHOR MÉDIA DE PÚBLICO

Publicado por JOEL DE AQUINO | quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015 | 08:53


Imagem ilustrativa
Em três jogos disputados no Estádio Gigante do Norte o Sinop levou 5.987 pagantes e tem a melhor média de público do Campeonato Mato-grossense 2015 com 1.985 torcedores por partida. A capital, em 8 partidas, registrou 9.610 pagantes e tem média de 1.201.
Os dados oficiais foram atualizados esta semana no site da FMF (com exceção a rodada dupla do último domingo, com um jogo do Estadual e outro da Copa Verde – Operário 3 x 1 Poconé e Cuiabá 3 x 1 Cene-MS com público extra-oficial de 1.101 pagantes).).
Como os jogos dos times de Cuiabá e Várzea Grande envolveram algumas rodadas duplas, optamos por fazer uma média geral das partidas da Arena Pantanal e do Estádio Presidente Dutra.
Maiores e menores
O maior público pagante ainda é o da rodada de abertura, na Arena Pantanal, com 6.659 pagantes para os jogos Cuiabá 1 x 0 Dom Bosco e Mixto 0 x 3 Operário.
O segundo maior é o público do jogo Sinop 0 x 0 Mixto, no último domingo, no Estádio Gigante do Norte – 3.032.
O terceiro também é da cidade de Sinop: 1.528 pagantes para Sinop 2 x 0 Poconé.
O menor público da competição foi registrado no jogo REC 2 x 0 Dom Bosco, no Estádio Luthero Lopes – apenas 92 pagantes.
Muito perto ficou o público do jogo Cuiabá 0 x 0 REC, no Dutrinha, o segundo pior do ano, com 157 pagantes.
Times de Cuiabá e VG
Em jogos isolados, sem rodada dupla, o desempenho de Mixto, Operário e Cuiabá é pífio. Cada um fez um jogo:
O Operário contra o Luverdense – 575 pagantes
O Mixto diante do Sinop – 482 pagantes
O Cuiabá frente ao REC (no Dutra) – 157 pagantes
O Dom Bosco só participou de rodadas duplas até agora.
Rodadas duplas
Três rodadas duplas já foram realizadas em Cuiabá (todas na Arena – uma delas com um jogo da Copa Verde):
Cuiabá x Dom Bosco e Mixto x Operário – 6.659 pagantes
Cuiabá x Cacerense e Dom Bosco x União – 636
Operário x Sinop e Cuiabá x Cene-MS – 1.101
Total de 8.396  pagantes com média de 2.798 por jogo.
No interior
A média dos times do interior em jogos em casa é a seguinte:
Sinop – 3 jogos – 1.985 pagantes por jogo
Poconé – 2 jogos – 720
Cacerense – 3 jogos – 586
Luverdense – 3 jogos – 502
União – 2 jogos – 451
REC – 1 jogo – 92
Total
No total, em 23 jogos, o Mato-grossense deste ano registrou 22.436 pagantes, com média de 975,4 por partida.

Vereador sugere que prefeito renuncie antes que seja cassado

Os vereadores podem pedir a cassação do mandato do prefeito eleito Asiel Bezerra (foto). O vereador Dida Pires afirmou que, ontem, todos os parlamentares receberam um documento da Controladoria Interna do município apontando uma possível fraude na locação e pagamento de maquinários no ano passado.
“Vamos pedir, inicialmente, que ele renuncie ao cargo. Se ele não renunciar, já temos mecanismos suficientes para pedir a cassação”, explicou ao Só Notícias. Segundo ele, já não se trata mais de uma denúncia e sim de comprovado desvio de recursos públicos.
O pedido de renúncia ou cassação, segundo Dida, conta com o apoio dos vereadores Paulinho Giló e Rogério Colichio.
O documento aponta um rombo, somente na Secretaria de Infraestrutura, na ordem de R$ 1,3 milhão. Destes, a gestão teria efetuado pagamentos sem a devida comprovação no valor de R$ 1 milhão, além de um possível desvio de recursos públicos de R$ 68 mil referente ao fornecimento irregular de combustível, contratação de empresa sem a qualificação econômico-financeira, entre outros.
Conforme Só Notícias já informou, Asiel foi afastado do cargo há quase um mês devido a irregularidades na área da saúde, fechamento de postos e falta de funcionários. Em seu lugar, assumiu interinamente o vice Ângelo Campos. Em sua primeira medida, ele demitiu 12 dos 14 secretários.
- See more at: http://www.sonoticias.com/noticia/politica/vereador-sugere-que-prefeito-de-alta-floresta-renuncie-antes-que-seja-cassado#sthash.634CpOmq.dpuf
Imagem ilustrativa
Os vereadores podem pedir a cassação do mandato do prefeito eleito Asiel Bezerra. O vereador Dida Pires afirmou que, ontem, todos os parlamentares receberam um documento da Controladoria Interna do município apontando uma possível fraude na locação e pagamento de maquinários no ano passado.
“Vamos pedir, inicialmente, que ele renuncie ao cargo. Se ele não renunciar, já temos mecanismos suficientes para pedir a cassação”, explicou ao Só Notícias. Segundo ele, já não se trata mais de uma denúncia e sim de comprovado desvio de recursos públicos.
O pedido de renúncia ou cassação, segundo Dida, conta com o apoio dos vereadores Paulinho Giló e Rogério Colichio.
O documento aponta um rombo, somente na Secretaria de Infraestrutura, na ordem de R$ 1,3 milhão. Destes, a gestão teria efetuado pagamentos sem a devida comprovação no valor de R$ 1 milhão, além de um possível desvio de recursos públicos de R$ 68 mil referente ao fornecimento irregular de combustível, contratação de empresa sem a qualificação econômico-financeira, entre outros.
Conforme Só Notícias já informou, Asiel foi afastado do cargo há quase um mês devido a irregularidades na área da saúde, fechamento de postos e falta de funcionários. Em seu lugar, assumiu interinamente o vice Ângelo Campos. Em sua primeira medida, ele demitiu 12 dos 14 secretários.

Ex-craques mato-grossenses devem fazer jogo festivo em Colíder

Publicado por JOEL DE AQUINO | domingo, 22 de fevereiro de 2015 | 04:32

SELEÇÃO DE COLIDER
Moradores de Colíder e região terão a oportunidade de rever em campo alguns craques que marcaram época no futebol mato-grossense, alguns, em vários clubes do Brasil, um grupo de desportistas de Colíder está se movimentando no sentido de fazer acontecer um jogo de futebol envolvendo a seleção Cuiabana e um selecionado de Colíder.

As negociações estão bem avançadas, possivelmente jogadores que atuaram por Colíder, no período em que o futebol estava em alta, estarão novamente desfilando no Estádio Municipal, tentando apresentar um futebol parecido com aquele que lotava o estádio, encantando os torcedores com belas jogadas em um passado já distante.

Celso Nunes
Deverão estar em Colíder os jogadores Celso Nunes, meia direita que atuou no Mixto e Dom Bosco, Clubes de Cuiabá, com muita tradição no Estado, Gonçalo, outro que andou também por Colíder e que marcou época no Operário de Várzea Grande, além de outros não menos talentosos.

Para que o espetáculo seja ainda mais atraente, deverá compor o selecionado cuiabano, o atleta Victor, com passagem pelo Flamengo, tendo inclusive, substituído o craque Zico em vários jogos.

Vitor, que foi dono de um futebol com toque refinado e cadenciado, era desta maneira que a carreira do ex-meia direita Victor foi marcada no meio campo do Clube Esportivo Dom Bosco nas décadas de 80 e 90, e atualmente mantém a forma jogando com amigos “cinquentões” nos finais de semana e feriados, mas nem por isso, esquece-se dos bons tempos que atuava nos profissionais.

Outro que possivelmente marcará presença será o ex-lateral Elias, que no início de 92 o lateral foi parar no Corinthians envolvido na troca pelo atacante Dinei, que em seguida foi negociado com o Grashopper, da Suíça.

No Parque São Jorge, Elias não conseguiu render nem metade do que jogava no Botafogo e perdeu várias vezes a posição de titular. Chegou a atuar como goleiro, em jogo contra o Santos, depois de expulsão de Ronaldo (e o Corinthians venceu o Peixe por 2 a 1, no Morumbi, gols de Rivaldo e Viola. Elias não tomou nenhum gol. E o Corinthians virou o jogo). Elias jogou também no Atlético Paranaense, no Araçatuba e passou novamente pelo Mixto, atuando como volante. Em 2004 ele foi jogar pelo Esporte Clube Cuiabá. Encerrou a carreira logo depois. Mora ainda em Cuiabá e quer ser treinador de futebol.

Imagem ilustrativas
Outro operário da bola, que ja defendeu o Real (Colider), fez e continua fazendo histórias no meio esportivo é o meia Celso Nunes, responsavel pelo futebol e futsal feminino do Mixto, foi homenageado recentemente com o titulo de Honra ao Mérito Desportivo Cuiabano pela Prefeitura de Cuiaba.
 
Na verdade, a vinda dos craques cuiabanos não é tarefa fácil, em razão das dificuldades em conseguir o mínimo de estrutura tais, como transporte, alimentação e outros itens necessários para que possa acontecer um jogo de tão grande importância, de qualquer forma os contatos estão sendo mantidos e os organizadores acreditam que a exemplo do jogo que contou com a participação do Viola, no mês de dezembro, o jogo com a Seleção Cuiabana será mais um sucesso.

 

Ex-deputado que responde a mais de 100 ações na Justiça é preso em MT

Publicado por JOEL DE AQUINO | sábado, 21 de fevereiro de 2015 | 11:07

José Geraldo Riva é suspeito de participar de esquema de desvio de verba. Riva foi preso em casa durante a operação Imperador, do Gaeco.

O ex-deputado estadual de Mato Grosso José Riva (PSD) foi preso na tarde deste sábado (21) pelo Gaeco (Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado), composto pelo Ministério Público e polícias Civil e Militar, durante a Operação Imperador. Ele é suspeito de participar de desvio de dinheiro público da Assembléia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), da qual já foi presidente. Os supostos crimes teriam ocorrido por meio de processos licitatórios e pagamentos fraudulentos. Riva foi preso na casa dele, em Cuiabá. A prisão preventiva foi decretada pela Vara Especializada de Combate ao Crime Organizado.
 
O advogado de José Riva, Valber Melo, disse que ainda vai analisar quais medidas serão tomadas.
A Justiça também decretou a prisão da mulher ex-deputado, Janete Riva, ex-secretária de Cultura do estado e candidata derrotada ao governo nas últimas eleições, e de outras 14 pessoas.
Riva foi levado para o Instituto Médico Legal em Cuiabá para exame de corpo de delito e deverá ser levado ainda neste sábado para uma unidade prisional. A denúncia contra o grupo pelos crimes de formação de quadrilha e lavagam de dinheiro foi oferecida nesta semana à Justiça do estado.
Ficha suja

Riva foi o deputado estadual com maior número de mandatos consecutivos em Mato Grosso. Ele responde mais de 100 processsos por improbidade administrativa e já tem quatro condenações colegiadas. O ex-deputado se candidatou para a disputa do governo em 2014, mas teve a candidatura indeferida pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), com base na Lei 'Ficha Limpa', por ter sido condenado por improbidade administrativa.
Em maio de 2014, Riva chegou a ser preso durante a Operação Ararath, da Polícia Federal,  por suposto envolvimento em esquema de lavagem de dinheiro. Ele passou três dias no Complexo da Papuda, em Brasília, e depois foi solto.
 
 
Carolina Holland Do G1 MT

 
 
 

Juiz Federal tenta intermediar acordo com índios para desocupar Distrito Sanitário em Colider

Imagem ilustrativa
O juiz da 1ª Vara Federal de Sinop, Murilo Mendes, realizou, ontem à tarde, uma audiência de conciliação com lideranças indígenas e representantes do Distrito Sanitário Especial Indígena (DSEI) de Colíder. O objetivo era encontrar uma solução pacífica para a desocupação do prédio no qual funciona o Distrito Sanitário naquele município e que pertence à União, porém, não houve acordo entre as partes.

Além do membro do Ministério Público Federal, dos procuradores federais da Fundação Nacional do Índio (Funai) e da União e dos servidores do Distrito Sanitário, participaram da audiência os representantes das etnias indígenas Kayapó, Panará, Terena, Trumai, Tapayuna e Mekrognotre.
Sem acordo a sede da unidade continua ocupada pelos indígenas desde o dia 28 do mês passado. O Ministério da Saúde chegou a acionar a Advocacia Geral da União (AGU) para ingressar com um pedido de reintegração de posse. A ocupação já dura 21 dias. A ação interfere diretamente no atendimento aos próprios índios.
 
Os indígenas cobram a exoneração da coordenadora da unidade, Sanna Rochelle Aparecida Silva Sarmento, que está à frente da instituição há seis meses, além de apontar a falta de atendimento médico e medicamentos. A invasão da unidade foi uma ação que antecedeu o bloqueio da BR-163, realizado pelos índios, por cinco dias entre os municípios de Itaúba e Nova Santa Helena, no final do mês passado e início deste mês.
 
Durante todo este período, a Polícia Rodoviária Federal fez a interlocução para liberar a rodovia e, no dia 4 deste mês, o Ministério da Justiça autorizou o envio da Força Nacional para desbloquear a rodovia, se fosse necessário.
 
Fonte Sonoticias







 
 
 
 
Fonte: Redação Só Notícias
Fonte: Redação Só Notícias
Fonte: Redação Só Notícias

Município terá de explicar por que jogou fora 300 rapaduras

Publicado por JOEL DE AQUINO | quinta-feira, 19 de fevereiro de 2015 | 17:48

Produto, adquirido com recursos públicos, seria destinado ao complemento da merenda escolar

A procuradora da República, Ana Carolina Haliuc Bragança, instaurou na segunda-feira (16) inquérito para apurar o descarte de aproximadamente 300 rapaduras, destinadas ao complemento da merenda escolar no município de Porto Estrela, no lixão da cidade. O Ministério Público Estadual irá investigar a autoria do ato e se houve má administração de recursos públicos.
 
O Município teria informado que os produtos foram adquiridos entre 2009 e 2011, a partir de fornecedores locais e de compra custeada com recursos da Secretaria Municipal de Educação, para a Escola Izabel dos Santos Farias.  Ainda, por meio do levantamento de extratos de empenho relativos à aquisições de rapaduras, em nome da Secretaria, constatou-se que os recursos utilizados para adquirir as rapaduras seriam oriundos de convênio não especificado.
 
O MPE deu prazo de 30 dias para o Município informar nome, qualificação e contato dos responsáveis pela gestão da Secretaria em agosto de 2011; e dos gestores responsáveis pelo armazenamento e estoque de alimentos na escola; e também para especificar de maneira objetiva a natureza dos convênios celebrados.
 
Após as identificações serão agendados depoimentos para que os mesmos prestem esclarecimentos dos fatos.
 
RAPADURA NA MERENDA
 
Nutricionistas defendem que a rapadura ajuda na prevenção da anemia, na formação dos ossos e dentes, auxilia no trabalho muscular e nervoso, além de fortalecer o sistema imunológico da criança. Desde 2009, diversos municípios brasileiros vêm incluindo o produto na merenda escolar, servido como sobremesa. 
 
A inclusão da rapadura também é um impulso à Lei Federal nº 11.947/2009 , que determina que 30% dos recursos repassados pelo Fundo Nacional da Alimentação Escolar (FNDE) para a merenda nas escolas brasileiras, devem ser destinados à aquisição dos produtos da agricultura familiar.

Fantástico revela esquema bilionário na Assembleia de MT neste domingo

       
O ex-deputado estadual e ex-presidente da Assembleia José Riva (PSD) deve ser destaque em matéria-denúncia do Fantástico, que irá ao ar, neste domingo (22). O repórter investigativo da revista eletrônica veio a Cuiabá apurar um esquema que teria movimentado mais de R$ 500 millhões por debaixo dos panos. O repórter percorreu órgãos como a Polícia Federal, o Ministério Público e a Assembleia.
 
Atualmente, Riva responde mais de cem processos, entre eles algumas ligações escusas que vieram à tona durante a Operação Ararath. O Fantástico irá mostrar ainda que a Assembleia e o Governo teriam pago R$ 140 milhões pela impressão de cartilhas que nunca foram feitas. “As gráficas ficavam com 25% desse dinheiro e 75% retornavam para o presidente da Assembleia”, revela uma testemunha. 
 
 (Com Fantástico)
.